Rafael Cassio

Reformar a casa ou o apartamento pode parecer uma verdadeira aventura, e de fato é! Mas com várias dicas e um pouco de preparo, você pode transformar esse processo em uma jornada tranquila e sem dores de cabeça.

Antes de mais nada, é muito importante entender todas as regras e regulamentações para garantir que tudo saia conforme o planejado e dentro da lei.

Além disso, ter as ferramentas certas como chaves, parafusadeira elétrica e parafusos vão te salvar durante a reforma. Porém, ter as ferramentas certas é só parte do trabalho; conhecer e seguir as leis e normas também é muito importante.

A seguir, confira uma lista com as 6 regras que vão te ajudar a fazer uma reforma da melhor forma possível!

1. Licenças municipais

Primeiro de tudo, veja quais licenças você precisa pegar na prefeitura da sua cidade para realizar sua reforma.

Dependendo do que você está planejando, podem existir algumas regras específicas que você vai precisar seguir. Ignorar essa etapa pode acabar em multas ou, pior, ter que parar a obra no meio.

2. Regras e regulamentos do condomínio

Se você mora em apartamento, não esqueça de conversar com o síndico, pois os condomínios têm regras que você vai precisar seguir, desde horários para fazer barulho até o tipo de material que se pode usar.

Cada lugar tem suas próprias leis, e no caso de condomínios, as regras internas também entram no jogo. Fique de olho para não ser pego de surpresa com multas por descarte de entulho no lugar errado ou barulho fora de hora.

Essas regras valem tanto para apartamentos, em que muitas vezes as regras são mais rígidas, quanto para condomínios residenciais.

3. Escolha uma boa equipe

Ter alguém que sabe o que está fazendo é parte vital na sua reforma. Dependendo do tipo de obra que vai fazer, será preciso contratar diferentes profissionais, entre eles:

  • Engenheiros;
  • Arquitetos;
  • Mestres de obras;
  • Pedreiros.

São esses profissionais que garantem que a reforma vai seguir o plano sem desvios. Por isso, contar com profissionais de qualidade vai ajudar a evitar retrabalho e, claro, mais gastos.

Antes de fechar com qualquer profissional, dê uma investigada nos trabalhos anteriores deles. Visite as obras que eles fizeram, converse com outros clientes e dê uma olhada no portfólio. Ter uma equipe de confiança faz toda a diferença.

4. Crie um cronograma e orçamento

Defina um cronograma realista e fique de olho no orçamento, pois planejar bem evita atrasos e gastos inesperados. Ah, isso sem contar que mantém todo mundo alinhado, o que é importante para que tudo corra bem.

Lembre-se, mesmo com o melhor planejamento, imprevistos acontecem. É fundamental ter alguma flexibilidade no seu cronograma e uma reserva no orçamento para essas eventualidades.

Pode ser que você encontre um problema estrutural, ou talvez uma parte do material não esteja disponível como planejado. Ter um pouco de jogo no planejamento permite que você maneje essas surpresas sem grandes estresses.

5. Avise os vizinhos sobre as obras

Dê um toque nos seus vizinhos sobre a reforma. Fale quando vai começar, quanto tempo deve durar e quais dias e horários vocês vão estar trabalhando. Isso porque manter todo mundo informado ajuda a evitar reclamações e garante a boa convivência.

Esteja preparado para lidar com qualquer contratempo, escute os vizinhos se eles vierem falar com você e tente achar soluções rápidas que perturbem o mínimo possível. E lembre-se: uma boa conversa pode resolver muita coisa.

6. Utilize equipamentos de segurança

Não dá para brincar quando o assunto é segurança. Certifique-se de que todos estão usando os equipamentos de proteção e que o local está bem sinalizado.

Isso ajuda a evitar falhas que poderiam levar a acidentes sérios. Verifique também se todos os equipamentos de segurança são adequados para as tarefas específicas que serão realizadas.

Rafael Cassio

Presente no mercado imobiliário em Balneário Piçarras desde 2011, sempre oferecendo as melhores opções para compra de imóveis, seja para investimento em lançamentos ou terreno até nos imóveis prontos que a cidade já possui.